Agents of S.H.I.E.L.D. | Inumanos, Guerra Civil e espaço são as apostas da terceira temporada

Agents of S.H.I.E.L.D começou a funcionar quando apostou na nerdice de seu roteiro. Nada de ser um “caso da semana” com ares de super-herói. A receita deu certo quando as criações da Marvel foram abraçadas de forma completa e sem vergonha. E o início da terceira temporada mostra que essa pegada não só continua como vai crescer.

Além de falar sobre os últimos filmes do Universo Marvel, a série dá pistas sobre o novo caminho que o Universo Cinemático da Casa das Ideias vai tomar – e aí é possível incluir os Inumanos e a expansão espacial que o cinema e TV devem explorar nos próximos anos em filmes como Capitã Marvel, Guardiões da Galáxia 2 e Vingadores: Guerra Infinita.

Os ‘novos’ mutantes da Marvel

O primeiro capítulo da terceira temporada começa com o recrutamento dos Inumanos pela SHIELD, com Daisy (Chloe Bennett) e Coulson (Clark Gregg) sendo líderes do grupo que ainda não é chamado oficialmente de Guerreiros Secretos – não deve demorar para isso acontecer, porém. O primeiro “super-humano” é Joey (Juan Pablo Raba, o Gustavo de Narcos), um sujeito comum que derrete metal quando se descontrola.

O papo de Daisy e Mack (Henry Simmons) com o rapaz mostra que o seriado tratará os Inumanos como mutantes. “Você precisa controlar seus poderes”, “Eu nunca pedi essa anomalia”, “Estaremos do seu lado para te ensinar a controlar isso”, “Eu só quero ter a minha vida normal de novo”. A conversa se baseia nestas falas, tão recorrentes nas histórias de Wolverine, Ciclope, Magneto e Cia.

No fim das contas, eles devem ser os X-Men da Marvel Studios na TV e no cinema, já que a empresa não detém os direitos destes personagens nestas mídias – está tudo na mão da Fox. De toda forma, a nomenclatura agora varia entre inumano e alienígena, pois estas criaturas têm dentro de si um gene extraterrestre espalhado pelo Terragênese, algo que aconteceu no fim da segunda temporada.

Fonte: Omelete

Comentários